Pais e filhos RSS

Adolescentes - Quem Ama Educa, Educação, Içami Tiba, Pais e filhos -

Ensinar algo exatamente no momento em que ela busca a resposta é o momento ideal do aprendizado. Assim que pergunta, uma criança aguarda um tempo para ouvir a resposta. É o momento sagrado do aprendizado. Em seguida, rapidinho, vem o tempo de querer fazer sozinha... Os pais têm que estar atentos para perceber quando chega o momento sagrado do aprendizado, porque a criança para com a atividade motora, o rosto fica meio parado, olhos vivos, e quase que se percebe o cérebro em plena atividade... É tempo de semear também os ensinamentos que os pais querem que seus filhos aprendam, incluindo os valores superiores (gratidão, religiosidade, disciplina, ética, cidadania etc.). O amor que ensina é um investimento afetivo e material para um bem viver futuro do filho. É fundamental que se aplique o Princípio Educacional da Coerência, Constância e Consequência nesse amor que ensina. Apesar de o amor que ensina ser direcionado às crianças, sempre é tempo de ensinar alguém disposto a aprender. O interessante é que, quanto mais se sabe, mais se quer aprender. E, quanto mais se aprende, mais se quer ensinar...

Ler mais

Educação, Leo Fraiman, Meu filho chegou à adolescência, Pais e filhos -

Aproximadamente 12% dos pais têm esse perfil. Estes são os pais linha-dura, cheios de verdade e desejo de poder dentro de casa. Aparentemente, este é um modelo de educação que levaria à proteção e segurança. Porém, o preço desse padrão é que junto com a firmeza excessiva vem o medo, a distância e, ironicamente, uma grande insegurança. Apenas 4% desses filhos têm uma boa sensação de autoeficácia e somente 7% têm boas relações sociais e um bom grau de otimismo. A autoestima também é pouco encontrada nesse grupo: 11%. E 26% desses filhos apresentam depressão. É verdade que, para alguns filhos, a postura firme é fator de sucesso nos estudos. Com medo de serem recriminados, eles estudam mesmo, mas no médio prazo isso pode acabar mais desmotivando do que favorecendo um aprendizado prazeroso e significativo. Estuda-se para não levar bronca e não pelo prazer de aprender. Um dia, perde-se a motivação e vem a chinelada, o grito, e assim o filho volta a estudar. Mais tarde, ao vir uma nota ruim, usa-se o tapa e o filho estuda mais. Até quando isso se sustenta?

Ler mais

Disciplina, Içami Tiba, Pais e filhos, Quem Ama Educa -

Este estilo busca a felicidade e para isso as pessoas que o adotam integram disciplina, gratidão, religiosidade, ética e cidadania com vistas a sua sobrevivência, perpetuação da espécie, preservação do meio ambiente, formação de grupos solidários e construção da civilização.

Ler mais

Disciplina, Educação, Içami Tiba, Pais e filhos -

As crianças aprendem a comportar-se em sociedade ao conviver com outras pessoas, principalmente com os próprios pais. A maioria dos comportamentos infantis é aprendida por meio da imitação, da experimentação e da invenção. Se os pais permitem que os filhos, por menores que sejam, façam tudo o que desejam, não estão lhes ensinando noções de limites individuais e relacionais nem lhes passando noções do que podem ou não podem fazer.

Ler mais

Educação, Leo Fraiman, Meu filho chegou à adolescência, Pais e filhos -

Meu filho chegou à adolescência, e agora?; Projeto de vida; Educação; Leo Fraiman; Integrare; livro

 

O que acontece por trás do mimo e da superproteção contínuas é que os filhos acabam se viciando em ser atendidos. Com isso, cada vez mais, seu cérebro torna-se viciado em produzir cortisol mais e mais rapidamente diante de frustrações, pois não houve o treino de gerar alternativas mais eficazes para se ter a dopamina e a endorfina — que trariam prazer e relaxamento — pelos próprios meios: relaxando, praticando um esporte, respirando fundo, distraindo-se ou esperando um momento melhor para ser atendido.

Ler mais